Versículos BíblicosEvangelho Dominical
 
 
 
 
 

184. Afronta

Ler do Início
13.11.2020 | 1 minutos de leitura
Pe. Eduardo César Rodrigues Calil
Poesia
184. Afronta
Parecemos ser os filhos de
Um deus,
Já que somos assim tão
Humilhados?
Ou os filhos de um pobre
diabo
À espera da luz,
Mas tombados,
Caindo desde o céu?!
E onde está tanto amor,
De que os religiosos tanto
Dizem,
Se há dor,
E tanta,
Que a fonte que jorra
De dentro
É pranto.
Alguém tem a coragem de
Dizer
A este Deus,
Este que é inevidência,
De sua tão gritante
Negligência?
Alguém terá coragem
De gritar outra vez:
Por que nos abandonaste?
Por que nos esqueceste?
Ou temos medo de seu
Repetido
Silêncio?
Não ando querendo saber
Nem de Deus nem de diabo,
Nem de seus acordos
De por à prova
Estas aflitas continuação
De Jó,
Que somos.