Evangelho DominicalVersículos Bíblicos
 
 
 
 
 

254. Alcântara

Ler do Início
19.07.2022 | 1 minutos de leitura
Pe. Eduardo César Rodrigues Calil
Poesia
254. Alcântara
Ruínas por dentro 
não são tão belas 
quanto as de Alcântara.
Mas mesmo chegar 
até lá,
terá sido enfrentar 
o refugo das águas,
as ondas e sua promessa
de afundar todos 
os barcos,
afogar todos os marinheiros,
tragar todos os navegantes 
desavisados. 
Alcântara será o sonho 
esquecido. 
E os silêncios, enfim,
os silêncios de morte, 
terão vencido. 

PUBLICIDADE
  •  
  •  
  •  
  •