Versículos BíblicosEvangelho Dominical
 
 
 
 
 

2. Família Maluca

Ler do Início
01.04.2014 | 3 minutos de leitura
Fique Firme
Casos da vida
2. Família Maluca

Quando Pedro e Cláudia se casaram, tudo era uma grande paixão. Ela mesma conta: "Vivíamos unidos e sem nenhum problema. Parecia que nunca iríamos passar por dificulda­des. Pedro era excelente marido, dedicado à casa. Tudo ia muito bem".


Com o tempo, porém, a vida caiu na rotina e tudo se complicou. Pedro começou a beber e já não parava em casa. Vivia pelos botecos, gastando dinheiro na maior bagunça. Os filhos – dois até então – iam crescendo sem a presença e o apoio do pai. Quando ele chegava tonto, queria mais era agredir os filhos.


"Sem saber o que fazer" – diz Cláudia – "me vi perdida e comecei a acompanhar o marido em suas bagunças. Ele ia para o bar, eu ia atrás. Deixava os filhos trancados em casa. Ele aprontava na rua.Eu também. Não queria ficar para trás. E, assim, nossa vida virou um inferno. Nossos filhos adoeceram e começaram a ter problemas na escola. Mas nós não ligávamos e continuávamos naquela loucura".


Muitos amigos convidavam Cláudia insistentemente para ir ao Grupo de Oração da Comunidade, para ver se ela caía em si e percebia as loucuras que andava fazendo. Com muito custo, ela aceitou.


"O Grupo de Oração" – ela diz – "foi para mim o encontro com a Palavra de Deus. Percebi logo que do jeito que eu vivia ia acabar perdendo minha família. Tomei uma deci­são. Se não podia consertar meu marido, pelo menos ia cuidar de mim e dos filhos. Passei a ficar mais em casa e a acompanhar de perto meus filhos. Deixei de lado minhas bagunças e acertei a vida. Logo meus filhos foram melhorando na escola e eu senti que podia ajudá-los muito se desse a eles mais carinho. Com o tempo, meu marido começou a sentir minha mu­dança e pediu ajuda para ele mudar também. Convidei-o para ir ao Grupo de Oração comigo e com os filhos. No princípio, ele não aceitou. Mas, com muito jeito, eu ia convidando e rezando por ele. Certo dia,ele ficou em casa e resolveu nos acompanhar até a Igreja. Era o começo de sua mudança."


Pedro entrou para o Grupo de Oração e encontrou na Palavra de Deus força para re­novar sua vida. A partir de então, sua vida começou a ganhar novo sentido. Hoje, essa famí­lia vive em paz. Os filhos crescem felizes. E o casal vive unido, um cuidando do outro com amor. É o próprio Pedro quem afirma: "Nada disso teria acontecido, e eu iria acabar me perdendo e perdendo a mulher e os filhos, se não encontrasse a força da Palavra de Deus".







Caso anterior:   1. Vida Chata

Próximo caso:    3. Saindo da Prisão
PUBLICIDADE
  •  
  •  
  •  
  •