Versículos BíblicosEvangelho Dominical
 
 
 
 
 

23. Nossa Igreja é católica

Ler do Início
11.11.2015 | 4 minutos de leitura
Fique Firme
Saiba mais
23. Nossa Igreja é católica

Nossa Igreja surgiu entre os judeus. Jesus e os apóstolos eram judeus. No começo, os seguidores de Jesus pensaram que para um gentio (não-judeu) seguir Jesus, era preciso primeiro passar pelos rituais de adesão ao judaísmo, dentre eles a circuncisão. Isso foi motivo de muita discussão e, para refletir sobre esse tema, os primeiros apóstolos se reuniram em Jerusalém. Alguns achavam que a circuncisão era obrigatória; outros entendiam que ela era mais uma característica cultural que uma exigência de Deus. Isso deu pano pra manga, até que Deus mesmo foi iluminando a comunidade cristã e ela decidiu abolir os rituais judaicos como pré-requisito para a fé crista. Se a fé cristã ficasse enclausurada no mundo cultural do judaísmo, como poderia atingir outros povos? Foi preciso superar essa barreira cultural para fazer a Palavra de Deus chegar ao mundo todo. Com o tempo, os discípulos compreenderam a universalidade da salvação em Cristo e acolheram todos os povos na Igreja. Afinal, Jesus, ao enviar os discípulos, pediu que pregassem o evangelho a todas as nações (cf. Mt 28,19) e não somente ao povo judeu.


Por causa dessa universalidade, dizemos que nossa Igreja é católica: a palavra “católica” significa universal, enviada a todos os povos, de todas as nações e línguas, de todos os tempos. Dizer que a Igreja é católica significa afirmar que a mensagem de Jesus serve para todas as pessoas, de todas as raças e em todos os tempos e culturas. É uma mensagem que não fica velha, nem fora de moda, mas vai se atualizando e renovando para atingir os corações de todas as pessoas. Existem coisas que passam, saem de moda e são substituídas por outras tendências. A mensagem de Cristo, transmitida pela Igreja, não passa, nem fica fora de moda. É sempre atual e faz bem para todo mundo. Quando Jesus resume sua pregação dizendo que o importante é amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos, ele está transmitindo um ensinamento universal. O ser humano, de todos os tempos e de todos os lugares, sente a necessidade de amar a Deus, de ser amado e de amar seus semelhantes. É um exemplo de como a mensagem de Cristo é universal, ou seja, católica.


Para ser católica, a Igreja precisa ser fiel à mensagem que recebeu de Jesus, com a incumbência de transmiti-la; precisa se manter fiel às suas raízes. Mas, ao mesmo tempo, a Igreja precisa se adaptar aos novos tempos e às novas tendências do mundo. Com isso, a Igreja, mesmo mantendo sua mensagem fundamental, vai se renovando com o tempo. É a dupla fidelidade a que os seguidores de Jesus são chamados: à mensagem do evangelho que recebemos de nossos antepassados e ao momento atual da história.


Podemos dizer que fazemos parte de uma Igreja que ajunta coisas velhas e novas. Nossa Igreja já tem mais de dois mil anos. Durante todo esse tempo, foi adquirindo uma experiência admirável, que nós chamamos de Tradição. Mas a Igreja foi se abrindo às mudanças do mundo, acolhendo para si as coisas boas que foram surgindo na humanidade. Somos uma Igreja antiga sempre aberta ao novo; uma Igreja de dois mil anos sempre em renovação. As coisas antigas são importantes porque são as raízes da Igreja. As coisas novas são necessárias porque atualizam a Igreja. Tem gente que não gosta de coisas antigas. Tem gente que não gosta de coisas novas. Mas o bom mesmo é quando essas duas coisas andam juntas.


Quando alguma coisa se renova, é para a Igreja ser mais moderna e atualizada, adaptada às necessidades de cada tempo e lugar. E quando não se renova, é porque a Igreja ainda não deu conta de fazer a mudança ou porque se trata de coisas muito importantes que são fundamentais para a Igreja e não podem ser mudadas. Tanto as novidades quanto as tradições são sempre boas, quando bem compreendidas.


Mantendo suas raízes e, ao mesmo tempo, renovando-se sempre, a Igreja consegue levar a mesma mensagem de Cristo a todos os povos de todos os tempos e culturas. Por isso, é católica.







Saiba mais anterior:   22. Somos Igreja 

Próximo saiba mais:   24. Nossa Igreja é apostólica
PUBLICIDADE
  •  
  •  
  •  
  •