Versículos BíblicosEvangelho Dominical
 
 
 
 
 

1. Burro que não se esforça continua pastando

Ler do Início
29.09.2013 | 2 minutos de leitura
Fique Firme
Para Meditar
1. Burro que não se esforça continua pastando

Uma das curiosidades intrigantes do mundo animal é, sem dúvida, o pescoço da girafa. Ela é, com certeza, o único animal que pode orgulhar-se de seu pescoço. Mas, se você pensa que a girafa sempre teve aquele pescoção, vá logo mudando de ideia. A coisa não foi fácil assim, não. A lenda diz que, no começo dos tempos, a girafa era apenas um burrinho malhado, sem graça nenhuma, que vivia entre os outros burros, cometendo as mesmas burrices.


Mas, um dia, a girafa começou a pensar. E foi aí que tudo começou a mudar. Ela olhou o macaco subir nas árvores mais altas e saborear as mais deliciosas frutas, enquanto os burros tinham que se contentar em pastar capim seco. Cansada de viver pastando, tomou logo uma decisão: ia tentar atingir o alto das árvores. Mas, como? Subir nas árvores, com todo aquele corpo, jamais conseguiria. O jeito era usar a imaginação.


Então, a girafa se posicionou bem debaixo de uma árvore e começou a esticar o seu pescoço, na esperança de que ele crescesse e atingisse os frutos. E, a partir daquele dia, ela gastava horas e horas naquele exercício.


Os outros burros passavam perto e gracejavam. Os burros mais convencidos pensaram que ela estivesse doida. O chefe dos burros até pensou em interná-la numa clínica de repouso para burros. O que ninguém percebia era que, de fato, o pescoço da girafa havia começado a se desenvolver.


A girafa nem ligou para as críticas e ficou firme no seu propósito. E foi assim que, depois de muito tempo, seu pescoço cresceu e cresceu e cresceu, até atingir a copa das árvores.


Os burros ficaram assustados no dia em que a girafa mordeu a primeira fruta.


Diz a lenda que ela, então, caminhou elegante para a floresta e, antes de sumir entre as árvores, teria se voltado para os burros assustados, dando uma risada gostosa e estridente. E ainda teria dito, em tom de desforra, aquela frase que se tornou proverbial: burro que não se esforça continua pastando.


Por isso, fique firme na perseverança, sem desanimar...







Próximo para meditar:    2. O valor do otimismo