Versículos BíblicosEvangelho Dominical
 
 
 
 
 

29. Quanto a gente vale

Ler do Início
13.09.2014 | 2 minutos de leitura
Fique Firme
Para Meditar
29. Quanto a gente vale

Um dia, um jovem desanimado da vida, achando que não valia muita coisa, procurou um mestre para ajudá-lo. Disse ao mestre: “Eu me sinto inútil e sem valor; acho que só tenho defeitos e às vezes me comporto de modo como nem eu mesmo entendo”.


O mestre pegou um anel que usava no dedo e pediu ao jovem: “Vá ao mercado e venda esse anel para mim, mas não aceite menos que uma moeda de ouro”.


O jovem foi ao mercado tentando vender o anel por uma moeda de ouro. Mas pessoas do mercado não entendem de joias. Todos gostaram do anel, mas o acharam muito caro. O jovem voltou desolado e disse ao Mestre: “Este anel está muito caro. Talvez eu consiga vendê-lo por duas moedas de prata...”


O mestre então pediu ao jovem que levasse o anel a um joalheiro experiente, que conhecia joias e poderia avaliar melhor o valor daquele anel.


O joalheiro pegou o anel e logo disse: “Diga ao seu mestre que, se ele quiser vender agora este anel, só posso dar por ele 58 moedas de ouro. Mas daqui a alguns dias posso dar pelo anel 70 moedas de ouro”.


O jovem ficou surpreso e voltou ao mestre.


E o mestre concluiu. Esse anel é como você; está inseguro porque tem sido avaliado por pessoas que não conhecem o seu valor. Por isso, é importante a gente se conhecer bem, para não pensar que valemos menos que uma joia preciosa. Só quem conhece o valor das pessoas pode se sentir valioso na vida.







Para meditar anterior:    28. O jornaleiro mal humorado

Próximo para meditar:  30. Lidando com a raiva