Evangelho DominicalVersículos Bíblicos
 
 
 
 
 

239. Destino

Ler do Início
06.04.2022 | 1 minutos de leitura
Flávio Souza
Poesia
239. Destino
Destino 
Desatino
Desalinho
A vida em nada parece
Com a linha do trem.
Onde esperamos 
O tédio exasperante do som 
Das rodas nos trilhos 
Eis que surge a beleza singela 
De flores 
A lembrar que a vida não traça 
Linhas paralelas.
Traça é tramas de mistério.

PUBLICIDADE
  •  
  •  
  •  
  •