Versículos BíblicosEvangelho Dominical
 
 
 
 
 

21. Sonhos

Ler do Início
26.06.2017 | 1 minutos de leitura
Fique Firme
Poesia
21. Sonhos

Como um pássaro de asas machucadas,


meu coração só deseja voar,


plumas, não mais as tenho,


sonhos, quiçá.


Sob meu cavalo chamado tempo,  


percorro o mundo e dele não posso descer.


Conduzido por suas asas azuis anil,


sigo rompendo o dia,


buscando ainda que em vão,


algo que seja meu. 


A maleta de sonhos


que um dia sai a carregar,


por falta de bagagem


pelo caminho se perdeu.


Nada trago comigo,


além do amor que um dia foi meu.


Agora que meus sonhos se foram


e o cavalo não mais me leva a passear,


sigo caminhando


como um pássaro de asas machucadas


e desejoso de voar. 







Poesia anterior:    20. Procurar-te

Próxima poesia:     22. Um outro que não eu
PUBLICIDADE
  •  
  •  
  •  
  •