Versículos BíblicosEvangelho Dominical
 
 
 
 
 

179. Vírus desumano, vil e perverso

Ler do Início
28.08.2020 | 1 minutos de leitura
Fique Firme
Poesia
179. Vírus desumano, vil e perverso

Não é o Covid-19 que banaliza a beleza da vida
Mas a imoralidade fria e indiferente das elites e políticos
Diante do rosto e da dor dos pobres e vulneráveis.


Não é a pandemia que ameaça a dignidade da vida
Mas a aceitação tácita e a naturalização religiosa
Diante dessa ignóbil e abjeta desigualdade social.


Não é o isolamento social sanitário que mais incomoda
Mas esta cultura individualista que globaliza a indiferença
Diante da interpelação ética do olhar e da dor da exclusão.


Com esta lucidez, que questão mais importa?
Como sustentar o fio tênue e frágil da esperança
Que teima em nos fazer acreditar que novo normal virá!







Poesia anterior:    178. Perdoa-nos, menina