Versículos BíblicosEvangelho Dominical
 
 
 
 
 

292. “Guarda-me como a pupila dos olhos; protege-me na sombra das tuas asas” (Sl 17,8)

Ler do Início
20.01.2021 | 1 minutos de leitura
Solange Maria do Carmo
Versículos Bíblicos
292. “Guarda-me como a pupila dos olhos; protege-me na sombra das tuas asas” (Sl 17,8)
Quando algo ameaça nos atingir, imediatamente protegemos os olhos. Sabemos da fragilidade desse órgão do corpo humano e o preservamos, pois ele é responsável pela luz que nos guia. A pupila dos olhos representa aquele centro da visão que não pode ser maculado ou ferido a não ser ao preço de comprometer a capacidade de enxergar. O salmista, cheio de confiança, pede para ser guardado por Deus como a pupila dos seus olhos; aquele ponto frágil que precisa de proteção. Nesses tempos difíceis de crise sanitária, não cessamos de dirigir nossas preces ao Senhor para que ele nos guarde do desânimo, da revolta, do coronavírus etc. Mas é preciso fazer nossa parte. Deus não vai colocar um escudo invisível em torno de nós para impedir a doença de nos atingir. Vai nos guardar no juízo, na sabedoria e na prudência para saber aceitar os limites impostos pela pandemia e para tomar os cuidados necessários para não nos contaminar.